Momento ….

momentos1[1]

Momento ….
O que é o momento além do agora.
O agora que poder ser o depois ou o a qualquer lugar.
Porque agora, além de ser muito agora,

Saber é realmente importante
Mas com o agora em jogo, o saber pode ser complexo
Quanto mais conhecimento temos, mais o nosso agora
Tornar-se-á complexo.
Não que temos que ficar “vazios”
Mas os sentimentos não devem ficar atras da razão.
A razão que faz o agora eterno!
Até mesmo os maiores físicos já perceberam que
A razão não pode fazer tanto, quanto o sentimento.

O pensar, o querer, o desejar, o sonhar, são
Ferramentas úteis e dignificantes para a nossa evolução
Evolução do corpo, da alma, das atitudes, do ontem
Do agora e do para sempre
Estamos aqui tentando,além de sobreviver
Mostrar que podemos ir além,
Que podemos ser melhores, para nós mesmos
E para nossos próximos.

Mas muitas vezes a cegueira do poder
Faz estragos enormes
Nos deixam vazios e o agora nunca chega ao fim.
Ele simplesmente morre para as coisas simples e boas da vida
Cada momento que temos aqui
Vivemos sofrendo, quando deveriamos viver sorrindo
Problemas todos tem, mas somente agora percebemos que
O nosso é maior do que o do outro.

Mas mesmo assim a coisa flui e anda em seu rumo
E agora estou eu aqui, sentado
Nesse calor escaldante,
Torcendo para uma chuva
Pensando no agora com a minha razão,

Mas ainda bem que tenho o meu sentimento
O qual deleita-se por escrever tais palavras
Para um ser que tao pouco é conhecido
Mas que já faz parte de algo que ainda não
Talvez nem venha saber,
Melhor assim,
Pois a satisfação tornar-se-á maior a cada dia
Mesmo sem saber, é bom saber que AGORA
Tenho motivos para poder escrever novamente.

Mas minha razão grita alto, “ai teu agora é esse, não adianta cair em sonhos e no desconhecido”
Mas da mesma forma vem o meu sentimento e diz” você é tão limitado que tenho muita pena, o sonho é a fortaleza de tudo o que mais precisamos para continuar a viver, e proporcionar depois a razão no agora”.

Eita razão marrenta, eita sentimento bobinho ..
Mas do que adiantaria viver o agora sem nenhum dos dois.
Garanto que sem eles não estaria aqui agora soltando letras ao vento, opa ao vento não, no turbilhão de pensamentos e transcrevendo, com certa imperfeição.

Quem diria que de caderneta, caderno, rascunhos no Word, blog, volto a declamar novamente agora na rede do momento.

Será se isso tem algo haver com ………..? Bem não sei, mas se for, que esse seja o agora de hoje .

Quem sou eu? Um sonhador? Um falador? Um viajante? Um ser humano?

Há nem sei, apenas que sou

Até a próxima

Desculpas pelas tortas palavras, saem sem nexo, sem acerto, sem correção, sem gramática, apenas brotam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s