Capitulo 20 – As rosas Vermelhas

Merampth desperta e fica ali observando a beleza daquela figura mágica que estava ao seu lado. Ele pega sua túnica e deposita por cima dela, deixando apenas seu rosto com formas suaves e sua boca constantemente úmida.

A túnica cobriu toda a perfeição de seu corpo, deixando ela muito mais linda, a sensualidade está presente nela até quando está dormindo, pensou ele. Mas infelizmente ele tinha que se retirar, pois o dever real lhe chamava.

Ele percorreu todo o campo florido e pegou a mais linda e vigorosa rosa, de um tom tão vermelho que parecia mais encarnado do que as outras. Parecia que ela estava esperando ser colhida.

Ele tirou os espinhos e deixou pousada ao lado de Maat, uma cena comovente e para ficar na memória duas “rosas vermelhas” juntas. Cada uma com sua particularidade e beleza. Com certeza ele jamais esqueceria daquela visão, daqueles momentos, daquele dia!!

Está gostando dos textos? Gostaria de contribuir com algum tema, elogiar ou criticar? É simples encaminhe um e-mail para cronicasdaluavermelha@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s