Se era para ser, então era incrível e selvagem!

Ele  e ela já se curtiam a um bom tempo!
Algo sem muita lenga lenga e o principal
gozavam de uma cumplicidade única! Sem sufocar
um ao outro, no que diz respeito a vida em si,
seja profisisonal, como na afetiva! Não era um
mar de rosas, pelo contrário era um tsunami de
tentação e de muito tesão, com uma pitada de
porra louquice também!! Sem falar na amizade e carinho

“Mulheres não gostam de homens que as deixam de
boca aberta…
Elas gostam daqueles que mantem a boca delas
bem ocupadas.”
Ele, altura mediana, gostava de treinar, de barba
por fazer, duas tatuagens uma das costas e
outra na verilha e um temperamento pacifico
(mas nem tanto, quando explode sai de baixo),
era extrovertido e adora assumir seus
sentimentos e afeto em público. Era dedicado e
focado em tudo que realizada.

Ela, mediana pra nanica (srsrsrs), puxava uns ferro,
não que ela tivesse algum tipo
de problema com espelhos e balanças, muito pelo
contrário, ela adorava e muito o que ela era !
Tinha um sorriso sempre aberto e se alimentava
de abraços. Não tinha problemas em dizer o que
sentia (mas as vezes dava aquela travada ao ponto de
ficar caladinha) e roía as unhas por ser extremamente
ansiosa. Cabelos longos, pés bonitos (pelo menos é o que imagino rsrs
porque se for pé de cutia #armaria #nãm) e ao mesmo
tempo em que se mostrava fort e, possuia uma
vergonha acabrunhada quando não conhecia o
ambiente ou as pessoas.

78de283052ca8b52eadc45dfa547ec1d

Se davam muito bem. Afinal suas diferenças
colaboravam para que suas “igualdades” não se
tornassem aquele marasmo do dia a dia! Era uma
relação provida de carinho, calor, tesão, com
uma pitada de jovialidade em suas ações
(brincavam como dois muleques srs)!
Respeitavam seus gostos e idas e vindas! Era
simples e natural desprovido de promessas
ignóbeis! Eles se sentiam vivos e felizes e
gostavam dessa atmosfera nunca antes sentida
por nenhum dos dois!! Viviam ocupados, cada qual
com seus afazeres diários, mas uma coisa
prometeram não deixar cair na mesmice, por isso
adoravam uma sacanagem e safadeza! Que só poderia
ser possível devido a grande amizade e cumplicidade
entre ambos!! A base de tudo!!

461ff37878c9c0247bf39583d6ca2b1f

O sexo era incrível entre eles! Muitas vezes um
bom dia era brindado com uma saraivada de
beijos longos e uma frenétia reação corpórea
que culminava e uma manhã tórrida de amor,
volúpia, tesão e muita sacanagem!!!

Dessa maneira é fato notar que nunca se
acalmaram. 365 dias de cada ano, e o fogo
sexual ainda era de primeira semana de contato.
Viviam seus sonhos diariamente, o que sempre
dava margem para comprar um gel novo, uma
lingerie provocante ou uma camisinha diferente,
que fosse.

Transavam quase todos os dias, sem pudor, sem
vergonha e sem tabus. Agradavam-se mutuamente,
e sempre queriam mais. Por mais que já tivessem
feito aquela posição dezenas de vezes,
conseguiam fazer com que cada vez fosse
especial.

Na maioria das vezes gozavam juntos: não
demoravam nem demais, nem de menos. Ela gostava
de gemer, ele gostava de dar umas palmadinhas.
Ele adorava ser mobilizado e ela, tirar a roupa
sem que ele pudesse tocá-la.

Vendavam-se, tocavam-se e incluiam tudo que a
imaginação deixasse no que tivesse a ver com
sexo: comidas, bebidas, lugares, posições. Tudo
que fosse de agrado de ambos, era bem vindo.

Ele adorava o oral que ela fazia e ficava louco
quando ela ficava de quatro e o olhava com cara
de quem quer ser dominada. Ela arranhava e
gemia sem medo toda vez que ele a penetrava o
máximo que conseguia.

77204eb738b9c79dc8ad99d2a057ca04 (1)

Não podiam negar: eram muito felizes no sexo.

E quando acabavam a selvageria deliciosa que
inventavam e reinventavam diariamente, voltavam
ao seu amor tranquilo e calmo, de dormir de
conchinha, andar de mão dada no shopping e dar
no máximo aqueles chupões gulosos em público.

3e0090d9d8e169073f9651372e6556af

E assim viviam: imaginando se as pessoas
desconfiavam de tudo aquilo que faziam na cama
e como eram intensos pelo menos ali, entre
quatro paredes.

660ae6693f12d0c9f99de4d22f34bb41

Para as pessoas que ali viviam eram apenas um casal normal! Que tinham uma vida corrida, que gostavam de praticar esportes, não para manter o corpo, mas por prazer mesmo, mas cada um na sua praia! Adoravam uma boa comida, ainda mais quando era feita em casa! Isso sem falar em dançar, ambos amavam essa arte que envolvia corpo, mente e alma! Trabalhavam com o que gostavam! Tinha seus momentos de perrengue total! Mas aos olhos do mundo com certeza ninguém tinha ideia que esses míopes podiam manter uma vida assim tão intensa e regada a muito tesão, carinho, amizade, confiança e amor por tudo o que faziam um ao outro! Não era perfeito, mas era verdadeiro!

Rá…

Alexandre Augusto 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s